Consulta Imposto de Renda – Consultar pelo site, celular e aplicativo

As pessoas físicas no Brasil precisam todos os anos estar atentas aos prazos para declaração IRPF, além também da necessidade da consulta imposto de renda para verificar se a restituição foi paga corretamente.

Mesmo que existam diversas formas de rendimento isentas de impostos, boa parte das pessoas precisam realizar o pagamento desses impostos. Caso uma pessoa pague imposto a mais do que deve, ela tem o direito de ter a restituição do valor.

A seguir mostraremos quem tem direito a restituição, lotes de pagamento e o principal: como fazer a consulta da restituição imposto de renda. Confira!

Consulta imposto de renda

A consulta imposto de renda funciona para que o declarante saiba quando receberá sua restituição e se os seus dados foram enviados corretamente.

Consulta Imposto de Renda

O site da Receita Federal quando acessado, disponibiliza um relatório para que o declarante tenha conhecimento do andamento de sua restituição e declaração de imposto de renda.

A consulta pode ser realizada de duas maneiras:

  • Site da Receita Federal
  • Celular (Aplicativo Pessoa Física)

Como consultar pelo site da Receita

Para realizar a consulta imposto de renda basta acessar o site da Receita Federal (siga o passo a passo abaixo). Feito isso, para consultar os lotes corretamente, é essencial preencher os dados pessoais na página que foi aberta.

Para realizar a consulta dos lotes da restituição pelo site da Receita Federal, você deverá:

Consulta Imposto de Renda
  • Entrar no site da Receita www.receita.fazenda.gov.br;
  • Informar CPF;
  • Ano em que a declaração de imposto de renda foi realizada;
  • A sua data de nascimento;
  • O código informado na imagem.
  • Clicar em Consultar.

Caso os dados que foram digitados nos campos pessoais estiverem corretos, uma tela com um relatório indicando o status da restituição do imposto de renda.

Como consultar pelo celular

O Pessoa Física é o aplicativo criado pela Receita Federal para que os cidadãos brasileiros possam acessar todas as informações relacionadas ao seu CPF por meio dos celulares Android e iPhone (iOS).

Veja abaixo o passo a passo de como instalar e consultar imposto de renda pelo celular:

Consulta Imposto de Renda
  • Faça o download do Pessoa Física na sua loja virtual de aplicativos (Play Store ou APP Store)
  • Faça a instalação
  • Abra o aplicativo e realize o cadastro
  • Faça o login com os dados cadastrados
  • Clique em Consulta Restituição
  • Informe os dados solicitados
  • Clique em Consultar

O aplicativo é totalmente gratuito, além de apresentar diversas funcionalidades, como:

  • Consulta e 2ª via CPF;
  • Consulta Restituição;
  • Serviços CPF;
  • Serviços IRPF;
  • Entre outros.

Como funciona o relatório de consulta

O relatório de consulta imposto de renda poderá estar em 4 situações diferentes, sendo elas:


Situação 01: Você tem direito à restituição do imposto de renda, mas ela ainda não foi creditada: Caso isso venha a acontecer, você receberá um aviso na página de que a Receita Federal está aguardando a liberação de recursos para que a restituição ocorra.

Esses pagamentos costumam ser realizados de acordo com o cronograma, lotes e portanto dependem da liberação dos recursos financeiros do Tesouro Nacional.

Caso o cronograma de restituição esteja disponível no site, você receberá um aviso com a data em que a sua restituição será liberada. E mesmo que sua declaração esteja na fila para recebimento da restituição, ela poderá acabar retornando para a fila de processamento para uma nova análise.


Situação 02: O declarante tem direito a restituição do imposto de renda e ela já foi creditada: Caso o declarante já tenha recebido a restituição do imposto de renda, o relatório será um aviso informando que a liberação foi realizada e a situação da restituição fica como creditada no site da Receita Federal.

Caso a restituição do declarante ainda não tenha sido creditada, basta entrar em contato com o banco indicado no relatório para receber o pagamento corretamente.


Situação 03: O declarante não tem direito à restituição e nem ao pagamento do imposto complementar: Caso a declaração tenha indicado nem uma restituição, nem o pagamento do imposto, o relatório apresentado pelo site informará que a declaração já foi processada e que o resultado é um saldo inexistente de imposto à pagar e a restituir.


Situação 04: O declarante deve pagar o imposto complementar: Ao realizar o cálculo do imposto de renda caso o sistema tenha indicado que o imposto complementar deverá ser pago, o site do IRPF informará que a declaração foi processada, e que o imposto deverá ser pago sem a opção de débito automático.


O que é a restituição imposto de renda?

Caso o cidadão declarante tenha pago o imposto a mais do que devia, será realizada a devolução na conta corrente cadastrada no momento do envio da declaração. A restituição é paga atrav´es de lotes definidos pela Receita Federal.

É para isso que existe a restituição do imposto de renda, para que os ajustes sejam feitos também por parte da Receita Federal.

Da mesma forma que existe uma tributação para declarantes que se considerado o ano referente da declaração tenham pago o imposto a menos do que realmente deveriam. Quando isso acontece, o ajuste costuma ser de forma contrária, com o programa de transmissão da declaração emitindo então um valor adicional para que o contribuinte realize o pagamento.

Existem alguns casos além da retenção do imposto sobre a renda do declarante que não tenha alcançado a faixa anual de tributação, sendo esses casos:


Pensão alimentícia: O valor decidido judicialmente para pagamento da pensão alimentícia pode ser deduzido e não restituído de forma integral. Ou seja, o valor será utilizado para reduzir o cálculo do imposto, que é a renda tributável.

Caso os rendimentos ultrapassem os R$ 10 mil, que é o valor mínimo tributável anual, as pensões do ano anterior somadas poderão reduzir a base do cálculo do imposto a pondo de que os pagamentos retidos sejam então restituídos.


Despesas médicas e com educação: Os gastos em serviços médicos ou com matriculas e mensalidades escolares também reduzem a base do cálculo do imposto. As despesas médicas não possuem limite na restituição do imposto de renda, enquanto as escolas possuem um máximo de cerca de R$ 3.500.

Quando esse tipo de despesas são declaradas costumam gerar o mesmo efeito sobre a declaração que os pagamentos oficiais de pensão alimentícia.


Inclusão de dependentes na declaração do imposto de renda: Os dependentes são capazes de reduzir a base de cálculo do imposto de renda em cerca de R$ 2.200, que sozinho ou se for multiplicado por mais dependentes é capaz de reduzir a base do tributo e gerar a restituição do imposto de renda ou de pagamentos que tenham sido efetuados em guias.


Lotes do imposto de renda

Se você não tem ideia sobre quando irão começar as restituições ou quando você irá receber, as restituições costumam ser realizadas de acordo com a ordem do envio da declaração e também por prioridade (idosos, e portadores de doenças e necessidades especiais).

Nesse ano, o pagamento das restituições será realizado em sete lotes, sendo o primeiro em junho e último em dezembro, de acordo com o cronograma divulgado no Diário Oficial da União.

Confira o cronograma do imposto de renda abaixo:

  • 1º lote: 16 de junho
  • 2º lote: 17 de julho
  • 3º lote: 15 de agosto
  • 4º lote: 15 de setembro
  • 5º lote: 16 de outubro
  • 6º lote: 16 de novembro
  • 7º lote: 15 de dezembro

Nesse artigo você viu que realizar a consulta imposto de renda é muito mais prático do que se imagina. Caso tenha ficado alguma dúvida, deixe o seu comentário abaixo para que possamos te responder o mais rápido possível.

Deixe um comentário